Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2012

E finalmente a coisa deu-se...

Eu sabia que mais cedo ou mais tarde iria conseguir encontrar calças que não fosse feitas para pessoas que só comem um grão de arroz ao almoço.

E onde foi que as encontrei?

Numa loja que eu não acho assim muita piada, mas que a partir de ontem se tornou a minha melhor amiga no que diz respeito à compra de calças.

A New Yorker.
Foi lá que encontrei umas calças lindas da marca Amisu,, em cinza (havia mais cores), nr. 36 e o mais importante de tudo que me assentam lindamente.

Têm apenas um senão: a ganga é muito fina para o meu gosto, mas como já estava tão traumatizada de experimentar calças em tantas lojas, caguei pra isso e trouxe-as na mesma.

Colocava aqui uma imagem, mas não consegui encontrar nenhuma que realmente fosse semelhante às ditas calças.

Quero tirar foto, mas como sabem, eu nunca faço promessas, porque não sou lá muito boa a cumpri-las.

E pronto, aqui fica o meu testemunho para ajuda de outras almas desesperadas, que andem na demanda das calças de ganga reais.
Sim, porque…

Cinema #17

Imagem
Estreou ontem no cinema este filme.
Não por vontade própria, mas "arrastada", em braços mesmo (nah, tou a brincar) lá fui eu... eu, a pessoa que gosta de filmes baseados em histórias verídicas... hum...hum...
Ah e tal mas gostas do Senhor dos Anéis... pois gosto, mas é diferente... diferente em quê?
As personagens usam roupa típica de homenzarrões, altos e espadaúdos.
Não usam maiôs e collants (nem sei se é assim que se escreve, peço desculpa, mas agora não me apetece ir pesquisar) e não são monstros verdes que saem de dentro de seres humanos e destroiêm tudo à sua passagem.
Enfim... só para dizer que fui ver e pronto... admito, apesar de ir contrariada e já de ter uma opinião formada, não foi tão mau como pensava que iria ser.
É um filme com muita acção (não dá para adormecer, era essa a minha grande alternativa para escapar ao suplício) e chega mesmo a roçar o engraçado em alguns momentos.

A história: os super-heróis juntam-se e formam uma equipa para combater os mauzões…

Cinema #16

Imagem
Não estava muito entusiasmada em ver este filme, mas pensei "eeerrrr que se lixe... pior que da Charlize "Young Adult" não pode ser... e preciso de entretenimento para o serão".

O filme em si não é nada de extraordinário, mas tem uma história de amor bonita e ainda é ainda mais por ser baseada numa história verídica.

O filme relata a história de um casal que tem um acidente de viação, salvam-se os dois, mas ela fica com sequelas no cérebro, ou seja, a memória a curto prazo foi danificada e ela não se lembra da vida dela nos últimos 5 anos. Tempo esse em que cortou relações com os pais, abandonou o curso de direito, entrou para a faculdade de artes, conheceu o marido e casou.

O marido fica devastado por ela não o conhecer e não se lembrar da vida deles, mas depois do choque faz de tudo para que ela se volte a apaixonar por ele.

Se é bem sucedido?
Não vos posso contar tudo não é?

Vejam! Passam umas horas divertidas.

Nada contra...

o casamento, mas por favor não me convidem para assistir.

Não gosto!

Gasta-se dinheiro no vestido, no cabeleireiro, na prenda, na gasolina, nas portagens, não se come nada de jeito, é um dia super cansativo sem fazer nada, sou obrigada a tirar fotos (coisinha que não gosto mesmo!), os saltos das sandálias, oh Meu Deus os saltos são uma tortura medieval... e podia estar aqui a atirar mais mil e uma razões para eu não gostar de casamentos...

Ah e tal são amigos e familia que gostam de ter as pessoas queridas neste dia especial... eu posso passar com eles um dia especial, mas sem este aparato todo... não gosto e hoje em dia sejamos sinceros... casam e dois meses depois estão divorciados.
Não que eu deseje isso, claro que não, mas cada vez mais é o que vejo, infelizmente é a realidade hoje em dia.

Não tenho nada contra quem queira casar, mas eu continuo amiga na mesma sem que me convidem para o casamento, agradeço até.

Isto tudo para dizer que este ano já estava um bocado "enxofrada&…

Cinema #15

Imagem
Sinceramente não tenho grande coisa a dizer sobre este filme.
Uma "cambada" de estrelas, cada uma com a sua história.
É semelhante ao filme "Valentine's Day", para quem já viu.

Já aprendi a lição

Eu a pensar que estava a fazer bem, a pensar que estava a tirar um peso de cima dos ombros de outro e consequentemente dos meus e afinal a pessoa ficou chateada com a minha acção.


Isto só visto, porque contado não tem piada nenhuma.

Será que só me acontece a mim?

Comi um bracket.

Para quem não sabe é uma peça do aparelho, ou seja, é aquele quadradinho que está colado ao dente e pelo qual passa o arame.


A sério.

Tanto...

Tantos filmes para ver, tantas séries para pôr em dia, tantos livros para ler...

Não tenho conseguido...

É "hora" de explicações e ainda bem!

Tenho que aproveitar, enquanto há.
Aproximam-se os meses de seca...

Constatação

Este ano tem sido pródigo em situações embaraçosas para mim, claro...

E ainda só vamos em Abril.

A última?
A última foi numa explicação na 2ªF.

Não posso contar... sinto-me demasiada embaraçada...
Vá não insistam...
Não posso mesmo!

Contente

Que boa notícia pah...

Saíu-me um peso dos ombros.

Dos outros

"Eu fico parvo com a minha própria estupidez."

Fui às lágrimas de tanto rir...

Ele queria dizer "... com a minha própria inteligência", mas escapou-lhe a boca para a verdade.
ehehehehehheheheheheheh

Dificuldades

Tenho enorme dificuldade em ultrapassar o que outros fizeram de mal às minhas pessoas.

Mesmo.

Não percebo porquê. Até porque em muitos casos, as próprias pessoas, esquecem, perdoam, whatever... e seguem a vidinha delas incluindo essas pessoas na sua vida.
É como se não tivesse acontecido nada.

Que capacidade de encaixe...

O mal não me foi feito a mim, mas eu não consigo olhar mais para cara dessas pessoas.

Um exemplo gritante:

uma amiga está grávida de um jovem que, há uns tempos atrás acabou a relação porque "tinha saudades de sair com os amigos e da vida antiga (antes dela)".

Caraças... Não consigo olhar para ele sequer.

Work in progress...

Euromilhões

53 milhões para um apostador português.

Fico mesmo muito contente.

Eu só queria... vá meio milhão...

1ª vez em muitos anos...

... que tenho uma semana inteirinha de explicações. É que foi sempre a bombar.

A semana passada foi de 2ªF a Sábado.

Que maravilha...

Sobre o post abaixo

Com o que escrevi abaixo, vocês devem pensar "não te deves queixar também, não!!!"

Claro que me queixo.
Aliás, acho que tenho vindo a aprender a queixar-me menos e cada vez mais faço um esforço para me queixar menos.
O queixar-me não me alívia as dores, sejam elas físicas ou da alma.
Porque é que hei-de queixar-me?
Vou andar a massacrar as pessoas para quê?

Menos falatório e mais acção, resulta sempre.

Caraças...

Não sei se é por ser 6ªF , dia 13, mas hoje apetece-me falar daquelas pessoas que se queixam por tudo e por nada.

Tenho a certeza que nos vossos círculos sociais, todos têm aquela pessoa, ou quiçá aquelas pessoas (não, não, não, p´lo amor da Santa, uma já chega!!!!)

Pois é, eu sou uma sortuda, é o que é!
Conheço várias pessoas, deste "grupo"!

E as coisas passam-se desta forma muito simples, mas cansativa para aqueles que privam com estas pessoas:

A pessoa que se queixa por tudo e por nada:

"Epah tenho uma afta. Olha aqui! (mostra a beiça) É que dói-me mesmo! Já tive aqui há uns anos a boca cheia de aftas. Nem conseguia comer. Foi horrivel!" mas é que me dói mesmo, vê lá!! (mostra a beiça) Não vês?"

Eu em pensamento:

"F***-**!!! É uma afta! O que é que há pra falar? Cala-te com isso! Já estou um bocado farta! Olha agora vai mostrar a beiça outra vez! Oh senhores, tirem-me deste filme! É uma afta, isso passa!!!!!"


A pessoa que se queixa por tudo e po…

O mês de Abril...

...assombra-me todos os anos...

Por uma coisa simples: fazer o IRS.

Ando o mês todo a pensar: "tenho que juntar os papéis para o IRS, tenho que juntar os papéis para o IRS"...

E vai-se a ver nunca os tenho organizados a tempo e horas e depois já é quase fim do mês.

Este ano ainda vamos a meio.
Menos mal.


Cinema #14

Imagem
O filme é franciu!!!!!!!
Sim, sim é falado em francês.
Medo! Foi logo o que senti e gritei dentro da minha cabeça: " Eu nãooooooooooooooo gosto de ver filmes em francês!!!!"
Ok, sim admito sou um pouco preconceituosa em relação à língua francesa. Não sei, talvez por nunca ter aprendido francês na escola, faz-me confusão a língua... ouvir a língua.
Já tinha lido várias críticas positivas a este filme por aí, mas em nenhuma delas dizia que o filme era falado em francês.
Bem... a verdade é que não me arrependo de o ter visto.
Ao início foi o choque e a estranheza por causa da língua, mas depois já nem ligava, estava concentrada na história, que é realmente muito terna.

Um rico tetraplégico contrata (against all odds) para seu assistente um rapaz há pouco saído da prisão e sem qualquer noção de boas maneiras nem de conhecimentos acerca do que é necessário a uma pessoa com este tipo de deficiência.
O que no início parecia ser uma relação condenada, acaba por se tornar uma experi…

Eu já sabia, mas...

... confirma-se.

Os dentistas são uma cambada de ladrões, um bando de gatunos, um ajuntamento de chupistas!

Estou p*** da vida com o meu.

Espero livrar-me dele bem depressa...

Adorei!

Imagem
Também quero vestir-me assim quando for grande


tirado daqui: http://atlantic-pacific.blogspot.pt/


Do fim-de-semana

Os fins-de-semana deviam ser todos assim... Deu para muita coisa.

DEU para as explicações na 6ªF e no Sábado, para as limpezas semanais, para as sestas, para as compras, para os passeios, para a familia e amigos, para mim, para as caminhadas.

NÃO DEU (porque eu não quis, a verdade tem que ser dita!) para fazer as explicações desta semana, para organizar os papéis para o IRS, para fazer umas arrumaçoes tão necessárias há tanto tempo, para tirar umas fotos aqui para o estaminé, para ver filmes e séries, para lavar e aspirar o carro...

(eeeehhhh láaaaaa pera aí, que já são mais as coisas que não fiz do que aquelas que fiz! Caraças... sou sempre a mesma coisa!)

Como é que isto aconteceu?

Como é que hoje já é 2ªF?

Como é que se passaram 3 dias de fim-de-semana prolongolado?

Como?

Encantada...

Imagem
Foto retirada da net
Estou completamente maravilhada! Ofereceram-me a paleta Naked ontem (uma prenda em atraso). Há tanto tempo que eu "andava atrás" dela, mas achava sempre (e continuo a achar) que era (e é!) realmente muito dinheiro a dar por uma paleta de 12 sombras. Ainda não a experimentei, mas a qualidade das sombras e do primer nem sequer se põe em causa. Quantas horas passei eu no YT a ver reviews dela... nem tem conta... a tentar decidir se valia a pena comprá-la...
Que maravilha!!!!

Cinema #13

Imagem
Preferia ter ido ver "Os jogos da fome" ou a "Fúria de Titãs", mas teve que ser este por causa do horário, os outros não eram muito convenientes.
È um filme engraçado, tem os seus momentos.
Já fui ver comédias com menos graça do que esta, por isso posso dizer que o saldo foi positivo.

O filme é sobre um casal de Nova-Iorquinos, que perde a casa, que tinham acabado de comprar, porque perderam os respectivos empregos e muda-se para Atlanta, para casa do irmão dele. Como aquilo não corre muito bem, e a meio do caminho para lá, tinham pernoitado numa comunidade hippie, resilvem passar lá a viver com todas as diferenças de estilo de vida inerentes.

Recomendado, com algumas reservas.

Cinema #12 - Spoiler alert

Imagem
Gostei por saber que é baseado numa história verídica, é um bom entretenimento para umas horas, mas à parte disto não é nada de especial.
O que eu gostava do Matt Damon, quando ele fez "O Bom Rebelde", agora está.... digamos "estragado".
Não consigo achar a Scarlet boa actriz, acho que todos os filmes que ela faz, consegue sempre pôr aquela cara de ** e aquela boca ao lado... não há quem aguente.

O filme conta a história de um viúvo com dois filhos, que procura fugir às recordações da esposa na sua antiga casa, e compra uma casa muito especial, que está integrada num antigo zoo. Passa por muitas dificuldades: financeiras, de adaptação ao trabalho, a recusa do filho em viver no campo, mas obviamente que as consegue superar, colocar o Zoo novamente activo e fazer muito dinheiro com os visitantes.

A "Rosie", filha do "Benjamin", de 7 anos, é simplesmente amorosa.
Faz umas expressões deliciosas.

E assinarmos uma petição?

Pois é verdade.
Acho que andamos todas ao mesmo.
Muito leio por aí as queixas de meninas relativamente ao tamanho das calças "praticado" por essas lojas de massas.
Eu, obviamente, queixo-me do mesmo.
Há muito tempo que quero comprar calças de ganga para renovar o stock, nomeadamente calças pretas.
As minhas já estão esbranquiçadas, do uso e das lavagens e eu não sei viver sem calças pretas.
E simplesmente não consigo encontrar nem pretas, nem de nenhuma outra cor.
E senhores o que eu tenho experimentado...
Até já estou traumatizada, mas a culpa é obviamente dessas marcas, que fazem calças para anoréticas.
Eu visto, normalmente, um 38, mas não há maneira deste tamanho me servir. Nem Zaras, nem H&M, e muito menos Bershkas e Pulls. É que nem pensar.
Não, não estou mais gorda (penso eu de que...), as minhas calças servem-me todas, eu acho é que o tamanho diminuiu e o número que lá consta continua a ser o mesmo.
Recuso-me a vestir o 40.
É que não visto mesmo.
Nem morta.

E esta hein...?

Acordei a pensar:

"Epah era tão bom que o meu chefe fosse passar um dia fora do escritório esta semana? Como já há muito que não vai, dava-me jeito, descansar um dia dele..."

E assim foi...