No comboio

Conversa ouvida no comboio entre namorados (certas passagens, porque não me lembro de tudo lol)

Ele: Eu não tenho medo de espíritos.
Tenho mais medo de pessoas vivas, pelo menos os espíritos não são falsos, ou matam ou desmatam...

Ela: Eu queria lhe bater, mas não consigo.
Se calhar é porque está grávida.

Ele: Eu quando tiver o meu filho, vou fazer tudo por ele e vou estar ao lado dele até ele ter noção das coisas, pra aí até aos 12 anos, mas depois digo-lhe vai à tua vida.

Ela: A minha cota fez muita merda, pôs-me fora de casa aos 15 anos, mas mãe e pai são sempre pais.

Ele: Nós estamos juntos há quase um ano, mas eu não confio em ti. Tu és uma porca...

Ele: Quando o meu filho nascer e perguntar-me porque é que não estou com a mãe dele eu vou dizer-lhe que a mãe dele é uma porca, uma desvairada, que queria fumar quando ele estava na barriga e que eu é que não deixei.

Resumindo...
pelo que percebi este jovens estão juntos há quase um ano, mas entretanto ele engravidou uma desvairada, que vai ter o filho dele, a quem a actual namorada quer muito bater, mas não consegue porque a outra está grávida do filho do namorado, que diz que ela própria, é uma porca e não confia nela.

Caramba... Que Deus ilumine os adolescentes de hoje em dia.

Foi uma viagem surreal...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pestanas