Rui Veloso


Na passada 6ªF fui ao concerto dos 35 anos do Rui Veloso.
Queria muito ir e tive a sorte de me oferecerem o bilhete para a Plateia VIP.
Óbvio que se está mais perto do palco e tem-se outra perspectiva, mas como não existem vários níveis de cadeiras, é tudo igual, se temos o azar de se colocar uma pessoa mais alta à nossa frente, está tudo estragado lol

Houve imensas surpresas no próprio concerto e fora dele: O Prof. Marcelo Rebelo de Sousa estava na plateia a assistir e, coitado!, não parava de aceder a pedidos para fotos e beijinhos. Acho mesmo que ele não chegou a ver grande parte do concerto; A Mariza "apareceu" para cantar uma música com o Rui Veloso; A banda era espectacular; Um dos músicos, que se chama António Serrano, foi a estrela da companhia, tocava harmónica maravilhosamente bem, até arrepiava; Um grupo de alunos do Conservatório ( que como se sabe está num estado deplorável e na falência) "apoiou" o Rui Veloso em algumas músicas...

Não sou da geração que "viveu" as músicas mais famosas do Rui Veloso, mas lembro-me perfeitamente de, em pequena, cantar o "Não há estrelas no céu", "O Lado Lunar" ou o "Anel de Rubi" e há outras que me arrepiam quando as oiço como "Porto Covo" ou o "Porto Sentido".

É um dos artistas portugueses que mais admiro por ser humilde e sempre genuíno. Emocionou-me o facto de ele estar tão contente, mas tão contente, que pouco conseguia falar ou não falava de todo, pois estava tão abismado e completamente surpreendido pelo Meo Arena a rebentar pelas costuras.

Foram quase 3 horas de concerto que deixaram toda a gente muito feliz e satisfeita por estarem ali a partilhar daquela experiência.
Acabou o concerto com o "Baile da Paróquia" que pôs toda a gente a cantar e a dançar.

Foi dos melhores e mais emocionantes concertos a que já assisti. 
Tão bom!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pestanas