BSB


Imagem retirada da net

Estreou ontem tanto em Portugal como em toda a Europa.
Apesar de ter a semana mais que cheia e estar de rastos, tinha que ir.
Voltei aos meus 15 anos e às memórias dos momentos que as músicas deles me despertam e claro... chorei baba e ranho (o que vale é que estava escuro, ninguém viu...).
Eu vivia e respirava BSB na minha adolescência.
O documentário durou 2 horas, onde os 5 elementos se apresentaram como eles são... humanos, com falhas, erros, emoções, fraquezas, discussões entre eles. 
É assim que deve ser.
Falaram também sobre o caminho difícil que os levou à fama, a fama e a queda. 
O ex-manager deles têm um forte papel no filme, pois foi a pessoa que desempenhou o papel de pai para 5 miúdos a tentar vingar no mundo da música, que lhes deu a conhecer muita coisa da vida (boas e más), mas também foi aquele que os roubou (milhões de dólares) e que criou a própria concorrência (N'Sync).
Depois do documentário, os BSB deram um mini-concerto em directo de um teatro de Londres. Cantaram 5/6 músicas e falaram tanto para o público que estava presente no teatro, como para os que estavam a falar em directo nos cinemas pela Europa.

Foi muito melhor do que estava à espera.
Fiquei muito contente por ter ido.




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pestanas