Da idade adulta


Isto de ser adulto é uma chatice.
Ter que resolver problemas que dizem respeito às coisas de adulto, como a nossa casa, é uma grandessíssima "pain in the ass", "pardon my french"...

E foi o que me aconteceu ontem... Tenho um problema de infiltração da casa do vizinho de cima no meu tecto da cozinha. Ora como se sabe a água não é nada meiga e não espera por ninguém,, danificando a uma velocidade assustadora.
Falei com o meu vizinho de cima há cerca de 2 semanas, que se comprometeu a "mandar" lá um homem para determinar a origem da ruptura. Como até ontem não havia desenvolvimentos no caso, ninguém lá foi a casa ver a mancha, nem fui contactada por nenhuma seguradora, eu a ver a mancha a aumentar de dia para dia, pus pés ao caminho e fui falar com o meu querido vizinho.

Ele tem um café, ao qual fui, por isso sei sempre onde o encontrar, é impossível fugir!mmuuuaaaaahhhhhmmmuuuuaaaaahhh (riso maquiavélico) Caraças, alguma coisa tinha que ter a meu favor.

Lá fui eu armada com vários argumentos, com várias tiradas sarcásticas e com a previsão do que ele ia dizer, sem que fosse preciso chatear-me com ele.
A conversa correu demasiado bem e não precisei de nem metade dos argumentos que tinha. Mas o problema é precisamente esse: "Ah e tal, tem razão, eu vou accionar o meu seguro e mandar lá o perito..." Pois tudo muito bem, mas e se isto é só conversa e não acontece nada? Tenho que me chatear à séria e tomar outras medidas, às quais não queria chegar.
Se tiver que ser, será.

Vou aguardar mais uma semana por desenvolvimentos, caso não existam, vou novamente ao café do indivíduo e "parto aquela m&%# toda"!
Ok, não parto, estava a brincar, mas que me vou chatear se tiver que ter a próxima conversinha com ele, ai isso vou.

Ser adulto é fo&%$#!!!!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Pestanas